terça-feira, 15 de outubro de 2019

Resenha - Lágrimas de Amor e Café



Título: Lágrimas de Amor e Café
Autor: Babi A. Sette
Editora: Verus Editora
Classificação: 
Páginas: 378
Sinopse:  Fragilizada pela morte da mãe e a miséria na Itália, Angelina aceita a proposta de um estrangeiro rico que oferece não só casamento, mas também conforto para seu pai e sua irmã caçula.
Decidida a ajudar a família, ela embarca para um país distante tendo como companhia somente a escrita e os romances que ama, já que durante a viagem o marido se revela muito diferente do príncipe que sonhou um dia conhecer. Vincenzo também tem o Brasil como destino e, por uma traição, vê seus sonhos roubados logo que desembarca no novo país. E é na fazenda de um barão do café, onde Angelina é senhora e também vítima do marido cruel, que Vincenzo acaba achando trabalho.
Em meio a encontros e conversas nasce entre ambos uma amizade verdadeira e uma paixão secreta que pode colocar em risco não apenas a vida deles, mas também a segurança de outras pessoas. Vincenzo e Angelina teriam coragem o bastante para esquecer as proibições, passar por cima dos perigos e viver esse grande amor?


Lágrimas de Amor e Café é o mais novo lançamento da autora Babi A. Sette pela Verus editora. Meu primeiro contato com ela foi com o livro Senhorita Aurora, uma história que conseguiu me envolver e me cativar no geral. Então quando recebi esse exemplar esperava uma história arrebatadora e magnifica, e de inicio até certo ponto foi, mas confesso que do meio para o final teve muitos pontos que me incomodaram muito e não deixaram a leitura fluir e cativar como esperava.

Angelina é uma jovem moça de uma pobre família na Itália, mas mesmo precisando de dinheiro o que não falta para eles é o amor. 
Criada desde pequena para conquistar seus sonhos, Angelina acaba sendo surpreendida quando algumas escolhas importantes são tiradas dela para que ela possa proteger e cuidar de sua família.

Seu marido Pedro ficou encantado com ela desde o inicio e logo a jovem apesar não ser o que ela queria, se vê necessitada de aceitar se casar com o fazendeiro brasileiro rico para ajudar sua irmã e seu pai.
Sendo tirada de seu país e seus costumes bruscamente, Angelina se vê partindo para longe das pessoas que ama para enfim construir uma nova vida em um outro continente com uma pessoa que ela mal conhece. E é lá no Brasil que Angelina vai descobrir que seu marido não é nada do que ela esperava que fosse.
" Às vezes as pessoas que deveriam nos amar são aquelas que mais nos machucam."

Vicenzo é um jovem que resolveu partir junto de seu irmão mais novo para o Brasil em busca de um trabalho melhor e para conseguir realizar seu sonho de abrir um restaurante e ganhar dinheiro, para assim poder trazer sua família para o Brasil onde teriam uma vida melhor. 
Mas é nessa viagem que Vicenzo e seu irmão Mateo acabam perdendo tudo e precisam recomeçar do zero sua jornada. E quando surge uma oportunidade de trabalhar em uma fazenda em São Paulo, Vicenzo não pensa duas vezes em aceitar a oferta para poder chegar mais perto de seu sonho.

Mas o jovem rapaz não imaginava encontrar a mulher que mexeu com ele em uma viagem de navio para o Brasil e jamais esperava ver que ela é esposa do barão da fazenda se tornando uma mulher totalmente proibida para ele.

Tentando se conformar com seu destino, Vicenzo tenta ficar o mais longe possível de Angelina, mas seus caminhos acabam se cruzando e ambos se veem mais e mais perdidos um no outro, tentando encontrar o amor em meio a tantas tristezas e obstáculos que a vida lhes proporcionam nessa jornada.

" - O que é mais real, Angelina? Os nossos sonhos ou aquilo que a vida nos impõe sem que escolhamos? (...)- Não sei. (...) Eu sempre acreditei que os humanos são muito maiores do que acreditam ser quando sonham."  



Lágrimas de Amor e Café  é um romance marcante com toda a certeza. Se você espera um romance doce, lindo onde tudo é perfeito, você com certeza vai cair do cavalo, pois Babi não  mede esforços em fazer a nossa personagem principal sofrer, e quando digo sofrer minha gente eu estou falando em sofrer mesmo. 
E até certo ponto achei o sofrimento da personagem necessário para dar continuidade na sinopse da autora e pela história que ela criou, mas conforme as coisas foram ficando mais pesadas e intensas, certas partes me incomodaram um pouco pelo fato de não terem sido trabalhadas completamente.

Já pela sinopse vocês podem ver que o marido da Angelina não é o príncipe encantado no cavalo branco, e sim pelo contrário. Ele é um personagem frio, mesquinho e muito cruel. E é bem óbvio que você vai sentir muito ranço do marido de Angelina, vai ter momentos que você vai desejar que não tenha nascido e vai torcer muito para ele se escafeder dessa história. 

Mas ai é que foi o ponto que me incomodou demais quando terminei o livro. Gente, criar um personagem cruel e perverso é até em certo ponto fácil, mas trabalhar em cima dele já é outros quinhentos e foi nisso que achei que a autora pecou nesse livro. 

Você com certeza vai se perguntar como uma pessoa tão ruim pode ser assim e como ele se tornou tão frio e mal? Mas é ai que entra o porém. 
Não temos uma resposta para essa pergunta, não temos uma  explicação do porque Pedro ser tão cruel, não entendemos direito o porque ele escolheu Angelina na Itália e mais detalhes de seu passado na trama. Tudo foi muito bem trabalhado, mas o personagem que merecia certo destaque foi deixado de lado do meio para o final e não tivemos detalhes de muitas coisas.

E outro ponto que me incomodou bastante, foi a resolução perto do final do livro, a autora insere um drama tão intenso que não vemos uma saída para a personagem em certos momentos da história e ai do nada quando trocamos o capitulo estava tudo resolvido e ai sim, depois lá na frente ela nos explica o que aconteceu. 

Com certeza muita gente deve ter gostado do jeito que ela criou a resolução de modo diferente do que estamos acostumados a ler. Mas confesso para mim, não ficou tão legal como seria se ela tivesse descrito pelas cenas seguintes o final, pois se o livro já tem bastante páginas, porque não acrescentar mais algumas e deixar um final mais detalhado? 

E desde o inicio o ''segredo'' estava bem óbvio, mas como é um romance mais de época esse ponto não me incomodou no geral.
Mas nem tudo foi ressalvas e teve muitas coisas legais na trama, como Vicenzo e Angelina que são personagens cativantes e que nos marcam totalmente.

Vicenzo consegue ser tão doce e tão inspirador que é fácil você se apaixonar por ele já no inicio das páginas, pois é um homem batalhador e que não mede esforços para lutar pelas pessoas que ele ama.
Já Angelina foi uma personagem bem sofrida e juro que em certos momentos quis guardar ela em um potinho para tirar ela de tanta dor durante as páginas. Mas acho que foi necessário ela passar por tudo que passou para que ela crescesse na história e também para que a autora nos mostrasse como naquela época as coisas eram diferentes e como muitas mulheres sofriam nas mãos de homens cruéis e possessivos.

A diagramação da editora está linda! Adorei o trabalho da capa que transmitiu bem a emoção do livro. E também pelas homenagens as famílias italianas que vieram para o Brasil em busca de uma vida melhor. Cada capitulo é mencionado uma família e isso com certeza foi marcante.

Para finalizar posso dizer que Lágrimas de Amor e Café me trouxe um misto de emoções, consegui sorrir em diversos momentos, me emocionei com certas histórias, me angustiei demais com a personagem, mas também me trouxe valiosas lições. Principalmente quando se trata de sonhos e de amor. 
É um livro que com certeza vai agradar muitos e acredito que vai ter uma minoria como eu que vai gostar da história, mas com algumas ressalvas e ideias de melhorias para o livro.

Deixo minha recomendação apesar de tudo.

15 comentários

  1. Oi, Jessica como vai? Wow que decepcionante a leitura pra você, infelizmente acontece de a leitura não nos agradar. Mas a capa está maravilhosa, muito bonita. Ótima resenha a que você elaborou, parabéns. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Jéssica,
    Eu amo o trabalho da Babi, vi que ela tinha lançado um livro novo que era esse, mas depois de ler sua resenha fiquei meio com pé atrás. O trunfo dela foi sempre criar histórias fora de clichê. Mas vou dar um voto de confiança e ler o livro mesmo assim.
    Bjos
    http://www.kelenvasconcelos.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oie
    Faz tempo que não leio nada da Babi, adoro os livros dela.
    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Amei conhecer esse lançamento, a história me chamou muita atenção, é do estilo que eu gosto! ❤

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  5. Olá, Jéssica.
    Eu tenho uma relação de amor e ódio com a autora. Gostei muito de alguns e odiei outros como o citado Senhorita Aurora que não passou de um relacionamento abusivo romantizado. Por isso nem sei o que esperar desse. Espero gostar mas já vou com as expectativas bem baixas.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  6. Oi Jess! Eu ainda estou no começo da leitura, mas já vou me preparar para o final então, sem criar muitas expectativas, uma pena que tenha sido assim.... mas acontece rs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  7. É o estilo que eu gosto mas tenho que experimentar ler <3

    pimentamaisdoce.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  8. Medo desse relacionamento de Angelina com o marido, mas fiquei curiosa para saber de tudo que acontece. Adorei a resenha <3

    Beijo
    http://www.leiapop.com/

    ResponderExcluir
  9. Oi, Jess!
    Nunca li nada da autora, mas tenho curiosidade para ler Senhorita Aurora. Já esse novo livro não me cativou ainda. Não sei se pelo enredo ou por alguns comentários negativos, mas ainda não estou lá. Quem sabe consigo ler mais pra frente.
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  10. bem legal conhecer esse romance, apesar das ressalvas parece um livro bacana

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  11. Oi Jess! Os livros da autora me dividem e então não sei se esse vai entrar no saldo positivo ou não. Apesar das ressalvas, quero conferir. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  12. Oi, Jess!

    Já em Senhorita Aurora Babi faz os personagens sofrerem bastante, mas é um livro que eu gostei muito também e que deveria ser lido por todos, achei o tema muito importante. Mas esse já não parece ter a mesma carga de emoção né? É chato mesmo que ela não tenha desenvolvido bem o marido da protagonista, ele acaba tendo um papel crucial e que não é bem explicado. Ainda assim, fiquei curiosa pra ler!

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Eu até gostei da capa e do título, mas não sei se iria gostar da leitura, não é um gênero que costumo ler.

    Beijos

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  14. Oi Jess.
    Uma coisa que me incomoda muito em leituras de modo geral, é essa necessidade de fazer o personagem princial sofrer como em uma novela mexicana. Sinceramente, gosto de alguns dramas mas quando exagerado sinto certa agonia e não do jeito bom que nos faz querer continuar lendo.
    Além disso, a resolução fácil também me incomodaria. Sinceramente não sei se leria esse livro. Obrigado por me mostrar o que esperar da leitura.
    Beijos.
    Blog: Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
  15. Que lindo ver que a história traz grandes lições, além do drama. Já sinto que tem que separar os lencinhos para ler esse livro.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir

Desenvolvido por: Adorável Design Editado por: Jessica Andrade

imagem-logo