sábado, 1 de junho de 2019

Resenha - Trono de Vidro – Império de Tempestades Tomo I e II



Autor: Sarah J. Maas
Editora: Galera Record
Classificação: 
Páginas: 686
Sinopse: Antes de serem traídos pelo atual rei, os Galathynius reinaram em Terrasen por séculos. E agora Aelin deseja recuperar a coroa e voltar a seu trono de direito... Mas o caminho até lá é longo e sinuoso. Amigos serão perdidos, lealdades serão quebradas e alianças inesperadas surgirão. Com a vida e poder jurados ao povo que está determinada a salvar, a antiga assassina, conhecida como Celaena Sardothien, colocará a própria segurança em risco para proteger os seus. Mas a única salvação está numa relíquia enterrada nas ruínas de um velho pântano.
Chegou a hora de levantar os exércitos de Erilea. De cobrar velhas dívidas... é hora de marchar contra o mais supremo dos males. E confiar na pureza de seu coração para trazer a luz.
OBS: Contem Spoilers dos livros anteriores.




Resenha: Trono de Vidro chega em seu quinto volume nos tirando o fôlego e nos mostrando qual caminho a história irá seguir, além de nos trazer algumas respostas que se encaixaram perfeitamente nas histórias que Sarah foi deixando ao longo das páginas.

Começamos o livro sabendo que Elena tinha muito mais segredos que todos poderiam imaginar e que a guerra pela qual lutou contra Erawan, na verdade só foi adiada para que alguém no futuro tivesse poder suficiente para conseguir destruir esse ser maligno.
E agora chegou a ver de Aelin Galathynius ser a portadora do fogo e a responsável para por um fim na terrível guerra que se aproxima ou fracassar e o mundo inteiro sucumbir. E com novas descobertas Aelin parte para Terrasen em busca de sua coroa e de possíveis aliados para ajudá-la nessa longa jornada que terá pela frente. Mas, logo ela irá perceber que mesmo sendo rainha de Terrasen por direito, as coisas não vão nada bem para o lado dela.
 “E Aelin Galathynius, rainha de Terrasen, soube que em breve chegaria o tempo de provar exatamente o quanto sangraria por Erilea.”

Frustrada, mas determinada a provar para todos que é merecedora da coroa, Aelin e seu grupo partem em busca de respostas e acabam encontrando uma possível solução para aprisionar Erawan, em um pântano sombrio, onde criaturas malignas vivem mesmo após um massacre, e Aelin terá que lutar para descobrir onde está um fecho que prende as chaves de Wyrd para ter a chance de acabar com os horrores de Erawan, mas para isso ela terá que conseguir alguns aliados e juntar tropas se quiser chegar ao pântano que fica em Eyllwe, já que além das forças de Erawan, a rainha Maeve resolveu sair de seu castelo e se juntar a batalha, mas a pergunta que fica é de que lado ela estará?
 “ A rainha de chamas e sombra, a herdeira do fogo, Aelin do fogo selvagem, coração de fogo...”

Enquanto Aelin luta suas próprias batalhas temos Elide que está em busca da rainha para lhe entregar algo importante que lhe foi dado antes de sair de Morath, mas em meio a sua jornada logo ela perceberá que está em perigo e está sendo caçada por criaturas sombrias, mas quem será seu pior inimigo, um guerreiro sombrio que serve a uma rainha sombria ou criaturas jamais vistas no mundo?

Em meio a trama de Aelin e Elide, temos Manon Bico Negro que ao ser testada terá que escolher finalmente um lado para qual lutar e quando verdades forem reveladas ela precisará ser forte e lidar com toda a dor e surpresa que seu destino lhe reservou, será que Manon por fim escolherá um lado certo?
Aelin, Manon e Elide formam a maior narração do quinto livro da série e os destinos de todas as três estão entrelaçados para a batalha que está por vir, será que no final Aelin e sua corte conseguirão lutar e sobreviver?
 “ Lembre-se de quem você é. A cada passo em direção ao fundo e a casa passo de volta. Lembre-se de quem você é. E de que é minha.”



Primeira coisa que devo falar sobre essa resenha é quanto é frustrante a editora dividir um livro em duas partes sem necessidade nenhuma. Pois esse livro só tem 40 páginas a mais que o anterior e 686 páginas caberiam muito bem em um volume só.  Então aqui vai meu descontentamento com a edição da editora que é totalmente desnecessária. Se você for ler esse volume já adianto comprar os dois ou então nenhum, pois o final do tomo I é totalmente sem finalização (bem óbvio já que nos EUA o livro não é dividido) e você ficará frustrado se não tiver a parte dois para ler.

E gente não tenho nem palavras para dizer o quanto esse livro é surpreendente e que você ficará de boca aberta quando finalizar a história.
Se Rainha das Sombras tinha sido um dos meus queridinhos, acho que esse conseguiu ocupar o lugar. Império de Tempestades é tão cheio de reviravoltas, com tantas surpresas no final da história que acaba deixando o leitor sem fôlego em busca de mais.

Nessa primeira ‘’parte’’ temos uma história mais calma, mas não menos cheia de ação. Temos lutas, temos artimanhas de Aelin para conseguir conquistar aliados e temos muito enigmas se desvendando.
Aelin sabe que a guerra é inevitável e imagina qual vai ser o custo no final e para isso ela precisa elaborar artimanhas se quiser conseguir aliados para seu lado. E já na segunda parte conseguimos ver as maquinações de Aelin, as respostas que tanto queríamos e muitas revelações surpreendentes, além é claro de muita luta.

Aelin nesse livro consegue se superar nos demais, gente que personagem, altruísta, corajosa e leal aqueles que ama, uma verdadeira mulher e rainha! E ela se portou exatamente como uma. Foi uma personagem que não teve todo o destaque igual nos livros anteriores, já que temos cenas com a Manon e Elide, mas mesmo assim as cenas da Aelin, ela consegue lacrar totalmente. E impossível não ver seu crescimento ao longo dessa história.

Rowan que já era meu crush literário, conseguiu me conquistar ainda mais, e depois de algumas revelações fiquei completamente envolvida nele. Outro personagem destemido, leal e forte. Um verdadeiro rei por assim dizer, mesmo ele não sendo um. Sua interação com Aelin nesse livro foi mais intensa e conseguimos ver o quão grande é o amor dos dois e que nada no mundo poderia derrubar tal sentimento. Aquele tipo de amor surreal que vemos em livros, mas é tão lindo e tão puro que é impossível não se encantar e sonhar com algo assim.


Temos a aparição de Gavriel e Fenrys nesse livro, outros dois soldados de Maeve e antigos companheiros de Rowan, e foi incrível conhecer mais dos dois e de suas personalidades distintas e entender melhor a história de ambos. E apesar de serem personagens secundários, ambos são tão bem feitos que logo você se apaixona por eles.

Temos Aedion que teve seu destaque nesse livro, e que mostrou um verdadeiro general e guerreiro, sua interação com Lysandra foi mais trabalhada nessa obra e podemos ver um talvez futuro com ambos.
Lysandra também se superou nesse livro, e com as revelações finais, fiquei de cara com a personagem, o quanto ela é forte e destemida e gente que mulher guerreira também. Muitas das lutas e cenas de ação temos ela destruindo os inimigos como se fosse papel. Se você pensa que ela é apenas uma personagem secundária comum, é aí que você se engana, Lysandra tem um papel tão importante quanto a protagonista.

Temos Lorcan com mais narração nesse livro e podemos entender melhor do guerreiro e braço direito de Maeve e seu passado, e também suas ações atuais e como ele foi mudando e crescendo ao longo desse livro, e apesar de seus erros, acredito no personagem e acho que ele será muito importante para o que está por vir. Junto com Lorcan na maior parte do tempo temos Elide e essa também se mostrou uma personagem e tanto. Forte, determinada e corajosa, Elide por fora se mostra uma menina doce e gentil, mas por dentro é uma garota cheia de ideias e muito, mas muito esperta e inteligente e vemos o quanto Elide é forte. A interação dela e de Lorcan foi de início uma surpresa para mim e vamos ver o rumo que irá tomar depois do fim do livro.

Dorian também aparece mais nesse livro, e aquele príncipe mimado e paquerador do primeiro livro não chega nem aos pés do que ele é agora. Depois dos acontecimentos do livro anterior, Dorian mudou muito, sofreu muito e se moldou através da sua dor e perda. E podemos ver o quanto ele é e será importante para a finalização da história assim como Aelin.

Manon também tem seu destaque no livro e podemos ver o crescimento da personagem aqui nesse livro, e uau ela realmente mudou e escolheu um lado da batalha. Uma personagem destemida, forte e durona, mesmo com as revelações chocantes sobre seu passado, Manon conseguiu se levantar e reivindicar o que é de direito dela e prevejo muita lutas e batalhas com essa bruxa poderosa e destemida.

Temos também aparições de Erawan e Maeve e sinceramente não sei dizer qual deles é o pior vilão, e se tivesse que escolher no momento diria que ambos estão empatados. Maeve que teve mais destaque e se mostrou uma mulher fria, cruel e muito calculista e que todo esse tempo esteve planejando, para que no final pudesse jogar suas cartas e deixar seus inimigos aos seus pés.  Achei muito bem feita a construção da personagem Maeve e até torceria para um livro só dela para entendemos ela melhor. Agora falta a Sarah explorar Erawan e entender o porquê ele é tão sombrio.

Temos de inicio a revelação da história de Elena, Gavin e Brannon e como foi a luta contra Erawan a milhares de anos atrás, o que deu errado e porque tudo está se repetindo novamente e minha gente, Sarah não brinca em serviço quando resolve nos revelar os mistérios assustadores do passado. Fiquei totalmente surpresa com as revelações e até agora estou digerindo elas o melhor que posso.

A ambientação e o enredo continuam incríveis, a apesar do começo ser um pouco parado, o final com toda a certeza compensa muito bem com reviravoltas de tirar o fôlego. Quanto a diagramação não posso dizer muito, pois li em e-book enquanto meu exemplar físico não chega. Mas pelo que observei os erros diminuíram bem, pois os primeiros livros encontramos bastantes errinhos de revisão.

Para finalizar essa resenha antes que vire um ''textão'', posso concluir que o quinto livro da série Trono de Vidro, não sei como explicar direito ou expressar, mas foi ainda melhor que o anterior e minha gente, vai deixar muitos roendo as unhas para ler a sequência. Nem preciso dizer que amei né?

15 comentários

  1. Olá, Jéssica.
    Eu amei esse livro. Livro porque é um só mesmo a editora tendo feito essa babaquice de dividir em dois. A autora tem se superado a cada livro e terminei esse sem folego e vou até dar um tempo para ler o próximo porque esse mexeu muito comigo.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  2. Oi Jess! Eu amo a série e o final desse livro acabou comigo. Eu achei muito maldade e fiquei muito tensa com o futuro da protagonista. Se prepara para o que vem aí, vai doer. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  3. Oi, Jess!
    Esse não é o tipo de livro que eu costumo de ler, mas gostei muito da resenha. Adoro como você apresenta o seu ponto de vista dos livros que você leu.

    Um beijo,
    Fernanda Rodrigues | contato@algumasobservacoes.com
    Algumas Observações
    Projeto Escrita Criativa

    ResponderExcluir
  4. Oi Jess,
    O Tomo 2 ficou para a história. AMEI DEMAIS e o final desgraçou meu coração.
    Finalmente comecei a ler 'Reino das Cinzas' e já estou me roendo de medo do final, sei que muitas emoções vem por aí! *-*
    beeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi, Jess!
    Eu considero esses dois livros como um só e acabou a história hahahhahahah Ele é um dos meus preferidos da série. Devorei como se não houvesse amanhã.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  6. ja ouvi falar super bem dessa série, mt legal conhecer mais esses livros

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  7. Oi Jess,
    Ainda não tenho muito interesse em ler essa série, mas fico feliz que segue bem e deixando os leitores cada vez mais vidrados.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  8. Ainda não tive a oportunidade de ler esse livro, mas pela resenha, parece ter uma história incrível!

    Ótimo post!
    Blog da Juh
    Instagram @julianasrabelo
    Facebook

    ResponderExcluir
  9. Sempre leio resenhas bem positivas dessa série, mas confesso que sempre tenho a sensação de ser uma história um pouco complexa hahaha

    www.estante450.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Nem preciso dizer que amei sua resenha, né? Já vi algumas resenhas sobre essa série e elas eram bem positivas, deve ser muito boa!

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  11. Uau, legal saber que você adorou mais este livro da série. Nunca li Trono de Vidro, mas tantas pessoas elogiam que até fico com vontade...

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  12. Quero muito ler, sempre vejo ótimas resenhas desse livro e cada vez me sinto mais empolgada. Adorei o seu post, espero poder ler em breve!

    Beijo
    http://www.leiapop.com/

    ResponderExcluir
  13. Oi, Jess

    Patifaria dividir mesmo, e eu ainda acho que em determinado momento eles vão juntar isso aí, vc vai ver.
    Uma hora lerei essa série, vou começar por Corte primeiro.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  14. Oie
    Ainda não li este, preciso logo retomar a leitura da série.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Sou uma das poucas pessoas que ainda não leu nada desses livros, mas confesso que só vejo boas opiniões então acho que vou providenciar logo para fazer a leitura.
    Beijocas.


    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir

Desenvolvido por: Adorável Design Editado por: Jessica Andrade

imagem-logo