quinta-feira, 26 de julho de 2018

Resenha - A Rainha Vermelha



Título: A Rainha Vermelha
Autor: Victoria Aveyard
Editora: Seguinte
Classificação: 
Páginas: 422
Sinopse: O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses.
Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho?
Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe - e Mare contra seu próprio coração.



Resenha:
Quando saiu o lançamento de A Rainha Vermelha, li o livro sem pensar duas vezes assim que apareceu nas livrarias. Queria entender a tal fama que estava crescendo lá fora e aqui também, mas demorei para escrever sobre ele e depois de anos, enfim resolvi resenhar a série, ainda mais por estar perto de finalizar agora.
A história se inicia com Mare Barrow que vive em um mundo onde as pessoas são divididas pelo sangue em suas veias.
Um mundo de prateados e vermelhos.
Os prateados receberam o sangue pelos deuses e assim possuem poderes, já os vermelhos são pessoas comuns sem dom algum.
E Mare é uma garota vermelha que vive em um vilarejo muito precário chamado de Palafitas, seus irmãos mais velhos foram recrutados para o exército e seu pai está impossibilitado para trabalhar, onde sobra para Mare arrumar uma forma de ajudar, então ela acaba roubando para a sua família sobreviver.
 “Não importa que o sangue seja tudo o que não somos, tudo o que não podemos ser, tudo o que queremos ser”.

Mas logo Mare será recrutada junto com seu melhor amigo Kilorn para as frentes de batalha, é algo inevitável  e um pouco aterrorizante, mas um episódio na história e uma reviravolta acontece e Mare acaba sendo escolhida e levada para dentro do palácio para trabalhar. O Palácio é o último lugar onde ela quer estar, mas pelo menos ali ela pode ter uma vida mais tranquila.
Porem um acontecimento inevitável acontece e o que era para ter sido uma morte iminente, acaba sendo uma salvação. Por ironia do destino Mare consegue sobreviver a uma queda  de vários andares graças ao seu poder.
 ‘’Se, é a pior palavra do mundo.’’

E aquela queda acaba virando uma enorme comoção, pois um vermelho jamais deveria ter poderes e isso pode acabar abalando o reino. Então Diante dessa impossibilidade, o rei acaba decidindo que Mare fingirá ser uma nobre prateada, filha de um general morto em batalha e ela será prometida de seu filho mais novo, o príncipe Maven. Desse jeito o rei consegue amenizar a situação para as Grandes Casas e também para o grupo vermelho rebelde chamado a Guarda Escarlate. Só que Mare não imagina que entrará em uma trama cheia de intrigas, mentiras, traições e jogos de poder. Logo ela terá que escolher um lado e  precisará trair algumas pessoas.
 ‘’— É melhor você esconder esse seu coração, Lady Titanos. Ele não vai levá-la a nenhum dos lugares a que deseja chegar.’’



A Rainha Vermelha tem uma trama muito boa e um potencial muito bom para sequencia, não foi um livro que eu realmente me surpreendi, pois a história não algo tão original, mas a proposta e a ambientação é bem bacana.
È um livro onde se mostra muito claramente a divisão de classes sociais, um mundo por certo a se dizer ‘’injusto’’ uma história onde os fortes reinam e os fracos obedecem. Mas, também tem aquela fagulha de revolução que aquece um pouquinho da história.
Mare é uma garota simples, com uma determinação bem forte quando se trata de buscar seus objetivos. Por mais que em certas partes ela acaba indo contra o sistema, ela também acaba acatando muitas coisas. E para ela é um choque quando descobre ter poderes como os prateados, e ela quer ir a fundo para entender melhor o porque dela ter esses dons, é claro que ela cai em uma teia de mentiras e traições e quando ela vê que realmente vai precisar jogar ai nossa personagem tem um crescimento bacana ao longo da história, ela começa a ter uma visão melhor de como as pessoas podem ser traiçoeiras e ela terá que buscar aliados se quiser vencer.
Também temos vários personagens bem intrigantes ao longo da trama e tem momentos que você não consegue saber se aquela pessoa realmente tem boas intenções e isso deixa um ar mais cativante para a história.
Um ponto negativo para o livro é a utilização de um triângulo amoroso, que para mim não teve química alguma. Pois a autora quis trazer um livro mais sério, um tom mais “Game of Thrones” e inseriu um romance que não me convenceu nem no segundo livro que já li.  O que me faz considerar que Victoria tem muito potencial para tramas, guerras e etc, mas para romance ela ‘’peca’’ um pouco.
Agora o que me fez dar um nota boa mesmo para o livro foi a reviravolta que temos do meio para o final, aquilo sim deixou a história mais viva e com um gancho legal para a sequencia.
Bom, falando um pouco dos personagens secundários, temos os queridos príncipes. Temos Maven, irmão mais novo de Cal, um garoto que não conseguimos entende-lo direito, é fácil imaginar um garoto frágil quando se fala dele, mas ao longo da trama vemos que não é bem assim, Maven é um personagem misterioso, que não da para saber se é confiável ao certo, e ele tenta nos ganhar a confiança aos poucos assim como a confiança de Mare.
Já Cal, por outro lado, é mais estável, um rapaz mais sério, mais centrado e com um toque mais sombrio. Ele tem motivos e razões muito nobres, e com certeza dará um excelente rei futuramente, porem ultimamente ele  está bem perdido entre o dever no reino e os seus sentimentos conflitantes.
Temos mais personagens que são o ponto alto do livro como por exemplo a  Rainha Elara, que é a nossa vilã que tem o poder de manipulação o que é muito útil para ela em todas as circunstâncias e talvez seja por isso que ela está no topo do poder.
Temos também Kilorn, melhor amigo de Mare, que de inicio se mostra bem presente na história, mas aos poucos perde o foco total.
A narração e diagramação do livro estão ótimas e não tenho ressalvas para dizer.
Bom, para finalizar posso dizer que a Rainha Vermelha tem um bom potencial para suas sequencias, uma história bem interessante, porem não tão inovadora quanto eu esperava.
Em breve trago a resenha do segundo livro que já está finalizado.

13 comentários

  1. Oie Jeh =)

    Eu tenho uma relação de amor e ódio com essa série rs...
    Não suporto a protagonista, acho o mocinho sem graça e para falar bem a verdade acho que só o Maven convence XD

    Porém, mesmo achando que a Victoria pegou um pouquinho de cada série para compor a sua, ela conseguiu me cativar. Estou super curiosa para ler A Tempestade da Guerra.

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  2. Oi Jess! Este livro acabou não sendo bem como eu esperava e acabei não lendo os demais. Vi nas resenhas que há um crescimento ma história e quem sabe eu acabe retomando. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  3. Eu nunca li esse livro, mas tenho muita vontade de ler essa série!
    Preciso providenciar isso!

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  4. Eu comprei os livros a um tempo, e me falta tempo para ler rs.
    Gostei da resenha!

    Beijo

    http://lorraneejunior.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oiii Jess

    Dessa série meu favorito é o terceiro, um hino simplesmente! Agora ficou faltando o último que pretendo ler o mais rápido possível.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Jess,
    Confesso que essa série não funciona para mim. Tem cenas que não consigo ler sem fazer paralelos com outras histórias e isso me incomoda. Além da protagonista ser chata.
    Eu li até o volume 2 e parei :(
    Uma pena, mas nem sinto vontade de terminar a série.
    Beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oii
    Amei a capa do livro, muito linda.
    nunca li nada dessa autora.
    bjs

    ResponderExcluir
  8. Hi, tudo numa nice?!
    Eu li essa obra logo que saiu, alguns bons anos atrás. Na época eu tinha lido um monte de livros e dentre eles Fúria Vermelha. Então quando li Rainha Vermelha me senti insultada com a estória pelas cópias descaradas que a autora utilizou para criar o universo de seu livro. Para mim a estória não fluiu, foi bem sem graça e nem o final salvou. Eu só gostei do Maven, achei todas outras personagens bem chatas. Também achei que a autora pecou demais no romance, beeeem sem sal. Mas que bom a estória funcionou para você. Peguei trauma da autora e não consegui ir adiante com a série.
    XO XO
    https://piecesofalanagabriela.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Oi Jess, apesar de não ser inovadora parece uma boa premissa. Ando bem afastada de livros do gênero, mas pela sua resenha parece uma série bem promissora mesmo.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  10. Preciso dar uma nova chance para essa série. Abandonei a leitura do primeiro livro e não consegui me prender na história. =/

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  11. Olá, Jéssica.
    Quando li esse livro estava numa ressaca literária brava e foi com ele que consegui sair dela. li ele em dois dias e amei tudo. Quanto a questão de não ser original, acho que não tem muito mais o que falar em livros do gênero e sempre vai ter elementos de um em outro. Mas achei que o segundo e o terceiro não foram tão bons quanto o primeiro. Já no ultimo arrasou.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  12. Oi, Jess!

    Vejo tantos comentários positivos a respeito dessa série que acabo ficando curiosa, mas sempre que leio as resenhas parece ter uma receita bem básica de outros livros já famosos do gênero, fora que não curto nem um pouco triângulo amorosos hahaha gostei dos pontos que você ressaltou e da sinceridade, mostrando que o livro também tem suas fraquezas, mas que num geral possui potencial e conquista o leitor. Quem sabe um dia dou uma chance!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Oie
    Eu não passei do primeiro livro, na verdade não concluí a leitura. Mas vejo muitas pessoas gostando da série.

    Beijinhos
    diariodeincentivoaleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir

Desenvolvido por: Adorável Design Editado por: RM Design

imagem-logo