quinta-feira, 1 de março de 2018

Resenha - Filhas das Trevas


Título:  Filhas das Trevas – Saga Conquistadora #1
Autor:   Kiersten White
Editora:  Plataforma 21
Classificação: 
Páginas: 472
Sinopse: Lada Dragwlya e o irmão mais novo, Radu, foram arrancados de seu lar em Valáquia e abandonados pelo pai – o famigerado Vlad Dracul – para crescer na corte otomana. Desde então, Lada aprendeu que a chave para a sobrevivência é não seguir as regras. E, com uma espada invisível ameaçando os irmãos a cada passo, eles são obrigados a agir como peças de um jogo: a mesma linhagem que os torna nobres também os torna alvo.
Lada despreza os otomanos. Em silêncio, planeja o retorno a Valáquia para reclamar aquilo que é seu. Radu, por outro lado, quer apenas se sentir seguro, seja onde for. E quando eles conhecem Mehmed, o audacioso e solitário filho do sultão, Radu acredita ter encontrado uma amizade verdadeira – e Lada vislumbra alguém que, por fim, parece merecedor de sua devoção.
Mas Mehmed é herdeiro do mesmo império contra o qual Lada jurou vingança – e que Radu tomou como lar. Juntos, Lada, Radu e Mehmed formam um tóxico e inebriante triângulo que tensiona ao limite os laços do amor e da lealdade.


Resenha:
Filhas das Trevas foi um dos livros mais cheio de tramas, traições e uma história bem intensa que li esse ano(2017). Já tinha conhecido a escrita da autora com uma saga sobrenatural que ela tem publicada, mas fiquei totalmente chocada em ver o quão diferente são os livros e o estilo de escrita dela, parece que ela evoluiu uns 200% durante esses anos.
Começamos em  1435 onde nasce Ladislav Dragwyla que é filha do príncipe da Valáquia, Vlad Dracul, um homem impiedoso, que busca sempre vencer seus objetivos mesmo que tenha que sacrificar diversas coisas.
Lada e Radu que é seu irmão, são filhos de Vlad, mas ambos são totalmente diferentes, Lada é uma garota totalmente agressiva, esperta e não tem medo de nada. Já Radu é muito sensível, doce e sempre chora quando alguém o magoa. Vlad não sabe o que fazer com ambos, pois toda a postura que Lada possui deveria a ser de um verdadeiro Draculesco, mas ela é uma garota e garotas não servem para nada, pois não podem governar.
Lada sempre tenta impressionar o pai, que apesar de achar a garota esperta, a ignora totalmente por ter nascido mulher e quando eles partem para  Adrianópolis em terras otomanas onde Vlad resolve se aliar com o sultão Murad para recuperar seu reinado ele acaba tendo que sacrificar algo e Vlad não pensa duas vezes em largar seus filhos como reféns dessa aliança.

“Enquanto Lada era como a grama resistente que crescia em meio às frestas de uma superfície seca e rochosa, Radu era como uma flor delicada que só desabrochava em condições absolutamente perfeitas.”

Presos e sem ter outra opção, Lada e Radu são obrigados a receber uma educação pela cultura muçulmana e viver no palácio do sultão. Após dias turbulentos eles encontram um garoto que parece ser aliados deles chamado Mehmed, que nada mais é o filho caçula do sultão e que resolve levar os irmãos para viver com ele em Amália, um lugar no Império Otomano. Ambos logo criam uma grande amizade que vai fazer com cresçam e aprendam a lidar com a guerra que está acontecendo, e quando o sultão resolve abdicar o trono e o único herdeiro é Mehmed, os três jovens terão que aprender a lidar com seus inimigos.
Só que lada odeia o povo otomano, sua lealdade sempre será em valáquia, mas assim que sua amizade cresce com Mehmed, Lada terá que escolher em que lado realmente deve ficar. Já Radu se sente em paz com a cultura do povo otomano e para ele ali é seu lar, mesmo sabendo que não será como Lada, Radu precisa entender quais são seus verdadeiros sentimentos e por quem ele deve lutar para preservar seu amor.
Em meio ao caos, traições, guerras, Radu, Lada e Mehmed terão que fazer decisões difíceis e logo terão que ver se realmente vai lutar pelo amor ou pela glória.

“- Dragwlya não – ela corrigiu. – Lada Dracul. Não sou mais a filha do dragão. – Ela ergueu o queixo, com os olhos voltados para o horizonte. – Eu sou o dragão.”


Filha das Trevas possui 472 páginas de pura trama, foi um livro meio complicado de ser entender no começo devido a vários nomes de terras, nomes de pessoas aliadas ao sultão, seus cargos, descendentes, de como era a vida nos anos de 1400, como se tinha um grande preconceito com mulheres, de como as terras eram valiosas e ganância por conquistá-las levava um homem a sua própria morte. É um livro bem extenso e faz você pensar e pensar bem sobre todo o mundo escrito pela autora.
O livro é baseado em Vlad o empalador Monarca, Príncipe da Valáquia  (vovoida) por três vezes, rei a região em 1448, de 1456 a 1462 e em 1476. O pai de Vlad e seu irmão mais velho, Mircea II da Valáquia foram mortos por John Hunyadi, governador regente da Hungria, que invadiu a Valáquia em 1447.  Para quem não sabe a história de Drácula é baseado em Vlad que foi um homem bem cruel,  pois ele empalava as pessoas enquanto vivia em Constantinopla, matando elas a sangue frio.
E nessa história nosso Vlad não é nada menos que Lada, o que achei muito ousado e interessante a autora transformar a história de Vlad em um personagem feminino. A narrativa no começo é pouco parada, mas rica em detalhes sobre o império daquela época. Falando um pouquinho dos personagens, posso dizer primeiramente sobre Lada que ela é uma garota muito forte, no começo de sua infância uma menina cruel, que por mais que tenha sentimentos, sempre os esconde e coloca seu desejo de poder a frente, ela carrega uma motivação e ambição de poder para um dia conquistar Valáquia, pois ela ama demais suas terras, ela é uma personagem que se precisar passar por cima de alguém, mesmo que seja alguém que ela ama, ela vai passar, tudo para ter Valáquia. Já Radu que é seu irmão é um garoto muito sensível, doce, que vê o mundo de uma forma diferente e que acaba se identificando demais com a religião mulçumana e acaba encontrando um lar, apesar de ser um garoto muito sensível e oposto dos homens da época, Radu é muito esperto e inteligente, ele consegue captar todas as tramas e possíveis traições das pessoas ao seu redor e isso faz dele um forte aliado e um bom espião, e achei muito legal a autora ter colocado os sentimentos que Radu tem por homens naquela época, onde seria algo muito absurdo.
Já Mehmed que também existe na verdadeira história de Vlad, é um garoto muito carismático, intenso e que da uma luz no meio de dois personagens tão diferentes, e por ele ter toda essa carisma logo Lada e Radu se apaixonam por ele e lutam para poder ajudá-lo.
O livro é narrado tanto por Lada quanto por Radu e podemos entender a fundo quais são seus pontos de vista na história, seus sentimentos, o que eles realmente almejam para o futuro e faz com que percebemos que ambos são tão diferentes, mas tão iguais ao mesmo tempo.
Posso dizer que Filha das Trevas é um bom livro para quem gosta de lutas, intrigas, sacrifícios, política e romance. É um livro que vai deixar você preso na história e curioso para saber mais e mais sobre seu conteúdo.


17 comentários

  1. Não conhecia esse livro, mas pela sua resenha vejo que não faz muito o meu género, mas parece-me um óptimo livro dentro desse género! =)

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  2. Oiii Jess

    Eu acabei de adquirir a segunda parte, mas fiquei frustrada de descobrir que a autora decidiu fazer uma terceira parte (a idéia inicial era a de que seria apenas uma bilogia).
    Quero ler ess elivro ainda esse semestre, apesar da quantidade de páginas imagino que a trama prende o leitor, é tão diferente em tantos detalhes

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  3. Oi, Jess!
    Eu já tinha visto a capa desse livro, mas não tinha visto nenhuma resenha ainda.
    A trama parece ser bem interessante. Como gosto de muitas intrigas nos livros que leio, acho que vou gostar desse também!
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  4. Olá, Jéssica.
    Eu fiquei esperando para ler sua resenha dele desde que vi esse livro entre suas leituras de dezembro hehe. Eu amo livros do gênero e já estou acostumada a ficar meio perdida no começo deles mesmo. Gostei muito de saber que tem dois pontos de vista na história. Só não vou ler no momento porque ainda não tem todos lançados. Mas assim que sair todos vou querer ler com certeza.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Oi Jéssica, eu ando lendo muitas críticas positivas do livro e acho que tem elementos que com certeza vão me agradar. No momento não vou conseguir ler, mas dica anotada!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  6. Quando vi o nome de Vlad Dracul, não tive como não associar ao Drácula... rs Eu ainda não conhecia essa história, mas já gostei! =)
    Vou procurar e baixar o livro! Bjks!
    https://mundinhodahanna.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Infelizmente não faz muito meu estilo de leitura preferida
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  8. Oi Jessica,
    Vou te falar que esse livro chama minha atenção, mas não sabia se era para mim ou não. Após sua resenha, tive a decisão que vou ler! Sim, vou ler sim! \o/
    E preciso dessa capa na minha estante, rs.
    beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Olá Jéssica
    Não conhecia a autora e nem o livro, mas eu amei conhecer!
    Beijos <3

    estanteclassica.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia o livro, mas pela resenha, até achei interessante!

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  11. Oii!
    Fiquei super curiosa primeiramente por causa da capa e do titulo! Quando descobri que tinha um cunho histórico chamou ainda mais a minha atenção! Quero ler ♥

    beijão!
    https://blogperdidanasnuvens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Jess! Esse livro tem uma premissa interessante, assim que a série estiver completa por aqui, vou ler. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  13. Oi
    já vi valarem muito bem desse livro, que bom que você também gostou da leitura, a hstótia parece ser bem interessante.

    momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Oi Jessica! Tudo bom?
    Não conhecia o livro, mas adorei a resenha.
    É o tipo de leitura que eu gostaria de ter.
    Obrigada por passar lá no meu blog.
    Volte sempre!
    ~ miiistoquente

    ResponderExcluir
  15. Adorei a resenha, ainda não conhecia o livro mas fiquei mega curiosa com o enredo.
    Essa capa de livro está linda, adorei.
    Beijos
    bellapagina.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Olha eu não conhecia esse livro e fiquei curiosa depois de ler a sua resenha! Acho que vai entrar para a lista! rs

    beijos!

    https://ludantasmusica.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Olá Jéssica,

    Não conhecia esse livro e achei a premissa bem interessante, dica anotada...parabéns pela sua resenha...bjs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Desenvolvido por: Adorável Design Editado por: RM Design

imagem-logo