quarta-feira, 7 de junho de 2017

Resenha - Amor em Jogo


Título: Amor em Jogo
Autor:  Simone Elkeles
Editora:  Globo
Classificação: 
Páginas: 360

Sinopse: Ashtyn Parker já está acostumada a ser abandonada, e aprendeu a não se deixar envolver demais em nenhum relacionamento. Quando sua irmã mais velha volta para casa, depois de dez anos, com um enteado a tiracolo, ela não quer saber de nenhum dos dois. O que Ashtyn não esperava é que o tal garoto mal-encarado e sem nenhum limite seria também... Irresistível.
Depois de ser expulso do colégio interno em que estudava, Derek Fitzpatrick não teve outra escolha senão ir morar com a esposa de vinte e poucos anos de seu pai, que está viajando pela Marinha. Além de ter que aturar a madrasta, ele recebe a notícia de será obrigado a se mudar da Califórnia para sua cidade natal, Illinois. A vida não tinha mesmo como ficar pior...
Ashtyn se esconde atrás de uma fantasia da vida perfeita: boa aluna, a única menina – e capitã! – do time de futebol americano da escola e namorada do quarterback promissor. Tudo parecia um conto de fadas. Ainda assim, ela se sente deslocada, e tem um plano para deixar tudo pra trás e correr em busca da bolsa de estudos em alguma faculdade bem longe de sua vida atual.
Tudo o que Derek menos quer é participar de mais um drama familiar – já bastam os seus. Agora, ele se vê preso a uma casa estranha, com pessoas que não conhece e em uma cidade bem diferente do que está acostumado. O que ele não esperava era que aquela garota briguenta e fã de junk food seria capaz de mexer tanto com seus sentimentos. Ainda mais ele, tão acostumado a descartar meninas por aí.
Para azar – ou sorte!? – de Ashtyn e Derek, o destino ainda guarda mais uma reviravolta na manga. Mesmo com hábitos, ideias e sonhos completamente opostos, um desejo incontrolável surge entre os dois e, juntos, eles enfrentarão o desafio de vencer os preconceitos e os tabus da cidade em que vivem, além de seus próprios medos, para se entregarem completamente a uma paixão avassaladora.


Resenha:
Ashtyn Parker é atualmente jogadora do time de futebol americano da escola Freemont e é claro uma garota.
Mesmo sendo a única menina do time, mesmo sofrendo no começo para conquistar seu lugar, Ashtyn nunca desistiu de seu sonho ou o abandonou, como muitas pessoas fizeram com ela em sua vida, principalmente sua mãe e sua irmã mais velha.
Agora ela vive com seu pai, que sempre finge que ela não existe mesmo Ashtyn se esforçando ele não parece ser importar com ela, mas mesmo assim ela não abaixa a cabeça. Ashtyn também namora Landon, o quarterback do time de freemont, ambos sempre tiveram um bom relacionamento, mas as coisas ficam meio abaladas quando a equipe resolve nomear Ashtyn como capitã do time e não Landon.
 "Todo mundo tem um propósito na vida, ele me disse uma vez. Encontrar o seu é crucial para saber quem você é e o que você quer ser."

Derek sempre foi um garoto bom, sempre se esforçou em seus estudos e esportes que praticava, mas com um passado turbulento ele deixou tudo de lado e hoje não se importa com nada.
Para piorar sua ultima brincadeira na escola para vingar alguns garotos acabou em expulsão e ele terá que ficar com sua madrasta que  é só alguns anos mais velha que ele. Mesmo achando que não poderia ficar pior, as coisas complicam. Principalmente quando sua madrasta Brandi resolve levá-lo para morar junto com ela e seu filho de cinco anos Julian para Chicago na casa de seu pai e sua irmã mais nova. Derek não tem o que fazer, pois seu pai trabalha na marinha e ele não tem a mínima ideia de quando voltará. Tudo o que Derek menos quer é participar de mais um drama familiar, mas infelizmente ele não poderá fugir desse.
  ‘’ Me escute — abaixo a voz e digo suavemente —, merdas acontecem, Derek. A vida continua, quer você queira ou não.’’

Derek e Ashtyn terão seus caminhos cruzados e da primeira vez que se olham já percebem que ambos não se darão muito bem, principalmente pela atração que ambos escondem. Derek é arrogante e gosta de provocar  Ashtyn o que deixa ela louca por ele conseguir a atenção de todos em sua casa e ainda conseguir irritá-la. Ashtyn é uma garota durona, que quando Derek pois os olhos sabia que seria problema, com uma língua afiada, ela não deixa de retrucá-lo quando ele a provoca. Ambos tem passados turbulentos e terão que superá-los para poder seguirem frente. Será que Ashtyn e Derek conseguirão vencer essa atração? Mesmo quando ela torna algo mais?
‘’ É sobrepujante e delicioso e maravilhoso e empolgante. Ao mesmo tempo, me deixa nervosa e alerta e emotiva. O amor existe. Eu sei que sim, porque estou louca, profunda e desesperadamente apaixonada.’’
Amor em jogo foi uma leitura muito interessante, aquele clichê gostoso de pegar para uma leitura em um dia qualquer.
Já conhecia a autora e sua escrita por ler Leaving Paradise, então sabia como seria o enredo do livro e seu andamento.
A história começa com Derek um garoto que teve um passado um pouco difícil e que agora ele deixou de se importar com muitas coisas, principalmente depois que seu pai viajou para ficar meses fora em seu trabalho na marinha. Ele agora vive que com sua madrasta que é bem jovem e seu meio-irmão de cinco anos Julian e no meio dessa história entra Ashtyn, uma garota meio durona por fora, mas que ao mesmo tempo é muito sentimental por ter sido abandonada pelas pessoas que ela mais amava. Esses dois por meio do destino acabam se encontrando e a partir daí eles vão aprender um com o outro a superar ao passado e deixar amar e ser amado também.

O livro é narrado pelos dois pontos de vista, tanto de Ashtyn quanto de Derek, confesso que adorei o ponto de vista do Derek, pois ele é um garoto meio badboy que adora provocar a Ashtyn, mas uma pessoa muito boa, que sempre ajuda as pessoas e sempre tenta ser um bom garoto.
A Ashtyn já é uma garota mais chatinha, tem sentimentos por Derek, mas não quer ter e finge que não existe algo entre eles, mas ao mesmo tempo quer que ele só tenha olhos para ela e diga que a ama, mesmo que ela não confesse seus próprios sentimentos.
O livro tem uma história clichê, mas é aquele tipo de clichê bom, que faz a gente gostar da história de qualquer jeito. Os personagens secundários são muito interessantes, vi que a autora deu certo destaque a eles, sempre nos deixando informados do que estava se passando, pois acredito que no próximo livro que será sobre um deles, vai ter um enredo maior.
Posso dizer que Amor em Jogo foi uma ótima leitura, que recomendo para aqueles que gostam de um bom romance clichê.

12 comentários

  1. Oi, Jéssica!
    Eu já li um livro da autora alguns anos atrás e, apesar dos clichês, gostei como ela conduziu a história.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Dois Anos de Família Hallinson
    Sorteio Três Anos do blog A Colecionadora de Histórias

    ResponderExcluir
  2. Nossa não conhecia essa autora, amei o enredo, amo esse tipo de resumo.
    Como sempre suas resenhas são maravilhosas Jéssica.

    Beijos
    La Rosa Blanca

    ResponderExcluir
  3. A história realmente parece bem clichê, mas que não gosta de um clichêzinho de vez em quando, né? Eu adoro! hahaha. Vou tentar dar uma chance pro livro quando puder. :)
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

    ResponderExcluir
  4. Oi Jess! Eu amo uma história clichê e a protagonista é bem persistente, certeza de que vou curtir!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem?
    Não conhecia a obra e nem a autora, é legal quando o livro é interessante, não sei se leria, estou em uma fase meio querendo sair dda minha zona de conforto, ainda não consegui fazer isso.
    Beijos
    http://amandastale.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Olá Jéssica,
    Eu não tenho nada contra o bom e velho clichê.
    Na verdade, acho que ele ser um clichê me atrai ainda mais, porque é um tipo de livro que nos ajuda a curar ressacas literárias.
    Beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Não leio muitos livros de romance mas gosto de desafios hahaha esse livro parece ser bom, apesar de eu me irritar às vezes com clichês. Adorei sua resenha, estou seguindo para ler mais <3

    Beijos,
    ahamare.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Mentira que é a mesma autora de Leaving Paradise!!!! Meu Deus, como eu não percebi isso antes? Preciso AGORA desse livro! Amo Leaving Paradise, e pela sua resenha a história parece ser exatamente o que você disse ser, aqueles clichês gostosos de ler, então preciso pra já!! Adorei a resenha <3

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Tudo bem?
    Li sua resenha e acabei lendo os comentários, vejo que muita gente gosta dessa autora (que eu não conheço), porém eu sinceramente não me senti atraído pelo enredo. Não por ser clichê, mas porque realmente não me apresentou algo que me convidasse.

    Bjão.
    Diego Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Jéssica, tudo bom?
    Já passei por esse livro várias vezes, mas não sei se é a capa ou a premissa, mas algo nele não me atrai a leitura :/
    Legal saber que tem clichê bem trabalhado! Adoro quando os autores e as autoras fazem isso, ai vale muito a pena. Ótima resenha!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi Jeh,
    Ah, eu adoro clichês e esse meio que me lembrou aquele filme Ela é o Cara, já quero ler haha

    tenha um ótimo domingo.
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  12. Oi Jessica, sua linda, tudo bem?
    Adoro personagens que se enfrentam com diálogos provocativos entre eles, risos... E como não dispenso um bom clichê, já vi que irie me apaixonar por esse livro. Adorei sua resenha!!!
    bejinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Desenvolvido por: Adorável Design Editado por: RM Design

imagem-logo